sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Mais alguns fatos sobre mim...




A quem possa interessar...

1- Minha cor preferida é o Rosa chiclete.

 Houve tempos em que era cor de Vinho. Para Roupas sempre preferi o preto, embora no momento os tons em Marrom claro e escuro tenham me conquistado.

2- Meu número preferido é o 4.

 Nada haver com numerologia ou coisas do tipo, só gosto dele por ser equilibrado, o dois é incompleto o três é solitário, o quatro é perfeito. ( loucura minha)

3- Meu estilo musical preferido é o sertanejo, embora eu também goste de Samba de raiz. ( Se bem que eu escuto qualquer coisa que toque no momento certo. É só isso que uma música precisa para me conquistar. Tocar no momento certo.)

4- Eu amo ler, livros são bons companheiros, são como naves espaciais em que podemos viajar no tempo e no espaço. Meus livros preferidos da atualidade são: As sagas Crepúsculo, Harry Potter, O Senhor dos Anéis, Percy Jackson e a que eu mais amo.... A Maldição do Tigre. Também existem livros que me agradaram em determinados momentos da minha vida. Joana a Gorda, A Mulher que escreveu a Bíblia, Dom Casmurro. E os que marcaram minha infância, Viagem ao Reino das Sombras, O Galo Marques, A morte tem 7 Herdeiros, O Menino de Assas. Também não posso esquecer os que me ensinaram alguma coisa, tipo Na margem do Rio Piedra sentei e chorei e Verônica decide morrer. Na verdade não posso citar todos os livros e autores que fizeram parte da minha vida até aqui, porque são muitos. Só vou registrar mais um porque esse foi muito importante mesmo, embora eu tenha odiado o final, o livro foi riquíssimo. O Terceiro Travesseiro.
5- Meus filmes preferidos vão desde os épicos: Quo vádis, Ben Hur , Os Dez Mandamentos e o Manto sagrado, aos contemporâneos: O Senhor dos Anéis, Harry Potter, Crepúsculo, Percy Jackson , Titanic, Nunca fui beijada, Jogos Vorazes entre outros tantos.
6- Meu esporte preferido é o futebol, quando eu era menina sempre sonhei em ser jogadora, mas minhas formas digamos, um pouco mais arredondadas que o normal e minha paixão maior pela comida, não permitiram, gostei de Vôlei uma época, mas apesar de ter jogado um tempo, meu medo da bola atrapalhou bastante.
7- Não sou fanática por séries mas gosto de algumas, Stranger Things e Teen Wolf lideram meu ranking, mas também curto Guilt, Diário de um Vampiro e alguns animes.
8- O tipo de homem que me atrai: Bom eu nunca soube dizer porque beleza para mim é mais do que traços, beleza vem de dentro, é o jeito de olhar de falar, os gostos, as preferências, o modo que se expressa, eu sou uma pessoa difícil de agradar e ao mesmo tempo muito fácil, eu gosto de seres humanos, e quanto mais humano melhor. Um homem que me escuta, que bebe minhas palavras, que guarda na memória coisas que eu fiz a muito tempo ou algo que eu disse e parecia ter passado despercebido, ah isso me conquista. Homem que consegue mostrar os sentimentos, que consegue se expressar, que não tem vergonha de ser real. Cara parceiro mesmo, que pode ouvir e gosta de ouvir...
8.1- Quanto ao físico... eu prefiro os abraços que se encaixam no meu, amo ser abraçada como se eu fosse o mundo todo, como se não houvesse nada mais importante que me envolver naquele momento. Gosto de toques, pode encostar em mim quando fala, pode passar a mão no rosto, eu não mordo. Já repararam que eu sempre fujo do tema aparência física? pois é, talvez realmente isso não seja importante para mim.
8.2- Eu amo sorrisos , amo olhos nos olhos, gente que presta atenção quando eu falo tem o seu valor.
9- Eu gosto de viajar, desde menina eu sempre sonhei em sair com minha família mundo a fora de carro, mochilas, brinquedos, salgadinhos, um verdadeiro acampamento dentro do carro mesmo. Mas embora eu ame viajar e conhecer lugares novos, o que eu gosto mesmo é o durante. Quando eu era menina e minha mãe tirava as cadeiras para fora da cozinha para limpar o chão, eu fazia uma fila de duas em duas e brincava que era o meu carro, enchia de sacolas e bonecas, geralmente com minhas primas ou minhas amigas de infância, era muito legal.
10- Por mais que eu goste de viajar, eu também amo o meu cantinho, meu mundinho, minha casa, me sinto muito feliz no aconchego do meu lar.

Bom, aí foram mais umas coisinhas sobre mim, outro dia posto mais. Beijos meus leendinhos.

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Sobre ídolos e fãs.

Eu nunca fui o tipo de garota que enlouquece por um astro do cinema ou da música. Nunca fui muito de idolatrar as pessoas, mas algumas poucas vezes na vida simplesmente aconteceu.

Como tudo comigo sempre foi muito intenso eu não poderia me conformar em sentir aquele fanatismo básico, aquela histeria que os grandes astros provocam em seus seguidores. Comigo sempre foi diferente.

Mas algumas poucas pessoas me fizeram mudar um pouco de ideia.




segunda-feira, 31 de julho de 2017

A Sombra de Pan

Sorrateiramente ele chega, quase sempre com uma palpitação discreta ou um pequeno tremor em qualquer parte do corpo. Se finjo não percebe lo, se o ignoro ele me balança, me faz dançar a sua música até eu perder o controle da minha razão, então eu sento no meu cantinho de sempre, e faço companhia a ele, tomamos um chá, jogamos um jogo mental meio macabro, ele sugere algumas doenças e eu rebato, justifico abusando do meu conhecimento, digo que é apenas mais uma crise, ainda que seja a segunda, terceira, quarta do dia, as vezes mais leve as vezes mais pesada, depende do dia. Depois que ele se satisfaz com minha atenção, ele vai embora, mas não leva com ele aquele medo profundo e intenso, aquela falta de garantia que não vai acontecer de novo, e de novo, e mais forte.

As vezes paro para pensar, como a vida era tranquila antes dele chegar, e me sinto culpada por reclamar de coisas bobas como uns quilinhos a mais ou não ter dinheiro para gastar com bobagens, é nessas horas que a gente aprender a valorizar coisas bobas como poder ir ao shopping sem ter que sair correndo no primeiro desconforto mental ou físico, porque basta um sapato apertado para que o medo de estar perdendo os dedos surja, basta uma picada de mosquito para render horas na internet pesquisando as milhares de patologias que causam manchas vermelhas, basta acordar resfriada para achar que tem alguma coisa errada com o sistema linfático, sem contar os desconfortos estomacais que outrora passavam desapercebidos, agora eles são apenas mais uma arma de tortura que "ele" usa para me desestruturar. Sem contar a tortura psicológica e a culpa. Várias vezes me peguei pensando o que eu fiz de errado, certamente a culpa é minha, minha fé deve ser pequena, eu devo ser fraca, logo que que sempre me senti tão bem com Deus, agora eu questiono minha fé, minha utilidade.Eu queria tanto passar a vida a limpo, eu certamente teria sido uma pessoa melhor, eu teria feito muita coisa diferente, não teria magoado tantas pessoas, ainda que eu nunca lembre de ter feito isso por querer. Eu teria me metido menos na vida dos outros, ainda que eu sempre tenha feito pensando que era bom, eu teria guardado meu coração, preservado mais minha imagem para não ter tanta gente me desejando mal, vai ver que isso conta. Eu não teria tentado fazer tanta coisa ao mesmo tempo, não me desdobraria em mim, não me estressaria por tão pouco, eu realmente faria tudo diferente. O nome dele é Pânico, ele muda a vida de tantas pessoas, ele acaba com os relacionamentos, ele afasta os amigos, ele acaba com os passeios, ele atormenta, ele transforma pessoas incríveis em coelhos assustados ao mero toque da sua flauta.

Hoje estou assim, assustada, acuada, confusa, não estou conseguindo usar minha fé para me livrar disso tudo, mas ainda que eu esteja sendo apenas uma sombra do que fui um dia, eu estou aqui, e ainda que minha fé pareça pequena, eu aprendi ao longo da vida, que é nesses momentos que nossa confiança tem que ser grande. Eu sei muito bem em quem confio, eu sei o Deus que eu creio e um dia isso vai passar, eu sei que vai.Talvez minha fé esteja mesmo pequena, mas minha confiança é gigante, e mesmo aqui debaixo, no fundo do poço, eu tenho um Deus que olha por mim. e isso o Pânico nunca vai tirar.

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Recomeços

Ah se eu um dia eu acordasse desse sonho e minha mãe estivesse na cozinha tomando café com meu pai, novamente, vivos, cheios de saúde. Minha mãe comendo pão caseiro com nata, meu pai como de costume comendo alguma sobra da janta logo pela manhã e meus gatos ao redor pulando e ganhando provinhas das guloseimas enquanto meus cachorros comportados simplesmente esperavam na certeza que ganhariam sem precisar pedir. Eu juro que eu não reclamaria de ter que estudar, e não arranjaria tantos problemas, daria mais valor, seria não só a melhor aluna, mas também seria normal, aceitaria as regras, não seria uma rebelde sem causa como sempre fui, também não gastaria dinheiro como se desse em árvores. Eu seria uma pessoa mais centrada, eu nem reclamaria do despertador nas manhãs de domingo para ir à igreja, e eu não afastaria os amigos de mim como sempre fiz, na maioria das vezes por motivos bobos.
 Eu faria tudo diferente, eu aprenderia a tocar guitarra para ter mais assunto com "aquela pessoa" e aprenderia a lavar os talheres para que não haver brigas, eu com certeza teria arranjado um emprego de verdade e feito uma carreira, sem esperar tanto dos outros.
Não perderia tempo no telefone, não teria ficado anos na internet e principalmente não teria me entupido de comida para simplesmente chocar o mundo.
Eu teria feito tudo diferente, me meteria menos na vida das pessoas, reclamaria menos das coisas que eu não tenho e cuidaria das coisas que tenho comigo, eu seria uma filha melhor, uma namorada melhor, uma esposa melhor, e consequentemente eu seria uma mãe melhor, sem o peso que as dores nos trazem, eu teria dado irmãos para minha princesa logo nos seus primeiros anos, assim ela cresceria mais feliz, talvez com menos brinquedos, mas quem liga para brinquedos quando se tem irmãos? coisa que eu nunca tive, nem sei como é, e quando o coração me deu um irmão, ou a coisa mais próxima disso, a vida e as escolhas, os gostos sei lá o que nos afastou, assim como de outras pessoas que saíram da minha vida. Bom não posso me queixar, falei que não me queixaria, porque assim como muitos saíram da minha vida, outros tantos chegaram, a vida é assim, já me conformei.
Só sinto por saber que nada foi um sonho, e todos os dias que eu acordo, minha mãe e meu pai não estão na cozinha, e tanta gente que já fez parte da minha vida não está mais nela, separados pela morte ou até mesmo pela vida.

Hoje minhas opções para ser feliz são apenas duas, desistir e sair de cena, ou improvisar e fazer meu final feliz, aliás, não acredito em finais, mas acredito em recomeços.




A Dama e o Vagabundo



Depois de dias sem nos falarmos, ele furou o bloqueio e me alcançou no alto do meu pedestal, de repente me peguei sorrindo, feliz, orgulhosa por ter despertado algo tão forte em alguém que faz o possível e o impossível para estar perto de mim. E logo eu que sempre fiz o papel daquela que idolatra, que se entrega que faz loucuras por amor, que deixa a outra pessoa se sentindo 200% segura na relação, agora me vejo do outro lado, sendo bajulada, idolatrada, vendo minhas palavras serem bebidas e tidas como reza, hoje percebi que isso tudo mexe comigo, e logo eu tão certa das minhas vontades, tão segura dos meus desejos, me vi por alguns segundos totalmente boba, seduzida por aquele amor bonito que eu sempre tento deixar claroque é só uma amizade da minha parte.


Como esquecer a pessoa amada em 10 passos:

Hoje vou ensinar vocês como esquecer a pessoa amada em 10 passos:
1-......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
2-......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
3-......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
4-......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
5-......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
6-......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
7-......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
8-.....................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
9-......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
10-...................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
:( Acho que vou ficar devendo essa postagem, mas tem muito camarada por aí que sabe fazer isso muito bem, alias sempre tem, um dia você é o ar dos pulmões e no outro você não é nada.Triste isso né?





Restos mortais de um Esquecido amor Inesquecível

Um dia vai parar de doer, mas esse dia não é hoje. Um dia vou esquecer o teu beijo, mas também não vai ser hoje.
Um dia não vou chorar quando ouvir o teu nome e nem vou acordar te chamando no meio da madrugada. 
Um dia será só uma lembrança Boa, a leveza da tua mão contornando meu corpo, o teu coração batendo junto com o meu. 
Mas não será hoje, porque hoje só existe buraco no meu coração, uma dor que mal me permite respirar, junto com meu último fio de esperança no amor, você saiu da minha vida assim como entrou, como um terremoto balançando meu mundo e deixando minha vida de pernas para o ar.
como esquecer? Como aceitar que nada mais do que saudade ficou? Como conviver com a culpa de não ter sido Boa o bastante? Não sei, aliás não sei se nada mais. Só sei que vou respeitar a tua decisão, não vou insistir, não vou tentar te fazer me entender. Só O que posso fazer é amar de longe e esperar que passe esse gosto de lágrimas na minha boca, esperar que passe a tristeza e o vazio que você deixou, mas eu já acostumei com a ideia de que isso não será hoje, porque hoje eu ainda respiro.


Procura se uma melhor amiga

Sabe do que eu sinto falta? de ter uma amiga, alguém que eu possa contar tudo e ter certeza que não vai me julgar. Mas o pior é que a cada dia esse tipo de pessoa fica mais raro, hoje o que existe são cobras criadas que vem coletar nossos dados e usar ali adiante contra nós.
você que tem uma amiga verdadeira, que te ouve, te apoia, fica feliz com as tuas conquistas, não te põe pra baixo, não te troca por macho, não briga por macho, não disputa macho com você...
Cuida bem dela, porque você tem um tesouro nas mãos.
Não existe relacionamentos perfeitos, amigo perfeito é só Jesus, mas também não precisa ser um filhotinho de satã para azarar sua vida com inveja, olho grande e ainda sair falando o que você fez e o que não fez, no primeiro surto psicótico que tiver.
amiga verdadeira entende, escuta, pondera as coisas, não vai atrás de fofocas, intrigas, papinho dos outros, ela senta e conversa, resolve com você as diferenças, e tudo volta a ser normal.
procura se uma melhor amiga! pra ontem.


                                                                                                                         Helena Leen

domingo, 21 de agosto de 2016

50 coisas sobre mim... parte 1

1 Meu nome é Maria Helena, e por mais que eu nunca diga que meu nome é Maria, eu amo meu nome, só que minha vida teve muitas fases, acredito que é assim com todo mundo, embora nem todos levem tão a sério quanto eu, e não ser chamada de Maria, ou de Maria Helena tem haver com o fato de eu não me sentir mais a mesmo doce e inocente Maria, nem a polêmica Maria Helena, agora sou simplesmente Helena Leen, e por sinal Leen não é meu sobrenome.

2 Eu fui uma criança extremante feliz, tive pais maravilhosos que me ensinaram que com amor tudo é possível, me ensinaram a amar a Deus porque ele é bom e não porque ele vai me castigar, a amar as pessoas porque são almas preciosas e não porque podem fazer algo por mim, amar e respeitar os animais e todos os seres viventes porque somos irmãos.

3 Meu senso de justiça é uma das minhas características marcantes, não suporto o "mal feito" não consigo aceitar o que não é justo, muitas vezes me complico por isso.

4 Quase tão forte quanto meu senso de justiça, é a minha tolerância, se não fosse ela eu viveria em pé de guerra com o mundo, porque as atitudes das pessoas nem sempre são justas, mas da mesma forma que eu mesma cometo erros, julgamentos e injustiças ainda que sem querer, e Deus usa de misericórdia e tolerância comigo, o mínimo que posso   fazer é retribuir ainda que na minha insignificância a mesma tolerância com as pessoas, já que todos nós somos passiveis ao erros, devido nossa natureza humana,

5 Sou apaixonada pela vida, pelas pessoas, pelos animais, pela natureza, por tudo de bom que me cerca, dificilmente você me verá azeda, de mal com a vida, reclamando de algo, sou o tipo de pessoa "fofa" veja bem, eu disse fofa, não disse perfeita.

6 Eu sempre gostei de escrever, sempre vivi em mundinhos a parte, cheios de personagens que muitas vezes escapavam para o meu mundo real, para o terror das pessoas que me rodeavam, muita gente tinha medo dos meus amiguinhos imaginários, diziam cada besteira para minha mãe e acreditem já me chamaram de anti cristo quando eu era apenas uma menina. Mas como tudo na vida passa, antes mesmo da adolescência eu ja era vista apenas como uma garota inteligente e criativa.

7 Eu já tive um grupinho estilo "Stranger Things" e pena não poder citar o nome deles, nem tenho mais intimidade para isso, só posso dizer que foram tempos felizes, nossas investigações, a passagem secreta que existia dentro do galinheiro no fundo do minha casa, o Lobisomem que ficávamos esperando em toda sexta feira de lua cheia, e olha que eu poderia jurar que não era 100% imaginação.
Minha garagem parecia um quartel general, nos fundos de casa tinha um tronco de árvore caido que dava a impressão de ser um campo de treinamento militar, alias nós acreditávamos nisso, que tudo fazia parte de uma missão e um dia lutaríamos para salvar o mundo, de alguma forma isso aconteceu, cada um de nós hoje em dia luta por um mundo melhor, cada um a seu modo, o importante é que todos tornaram se pessoas de bem, e acredito que todos estejam felizes, ainda que não lembrem mais daquele tempo. Todos estão guardados aqui no meu coração e sempre estarão nas minhas orações. Por mais que eu entenda que as pessoas seguem suas vidas, eu posso dizer com uma pontinha de dor no coração, que esperava que pelo menos T7 e L5 nunca tivessem saído da minha vida, mas me contento em te los no meu Facebook, era para ser proibido certos laços de serem quebrados, não é possível que eu seja a única a carregar para a vida toda uma amizade uma parceria tão grande, que não pode ter sido só coisa da minha cabeça.

8 E por falar em seguir em frente, minha vida sempre foi uma passarela onde muitas pessoas passaram, e todas ou quase todas já me fizeram falta em algum momento da vida, Mas entendo que o mundo não gira em torno de mim, e 90% dos que saíram da minha vida, foi por minha culpa, tive fases incrivelmente irritantes.

9 Sou gordinha, digo gordinha porque já fui gordona, de corpo e de alma, e com toda a sinceridade do meu coração, isso não me incomodou tanto na vida, tirando a fase louca da escola. Alias eu era a Gorda, a Jovem pança só na escola, quando eu cruzava os portões eu era uma garota como qualquer outra, nunca deixei de partir corações, sempre me valorizei, sempre escolhi bem e só não vou me estender nesse assunto porque o maridão, que por sinal é muitooo lindo, não iria gostar, mas resumindo... nunca fui mal amada, recalcada e meus quilos a mais nunca foram uma desculpa para ser infeliz e fazer os outros infelizes, sinto um certo orgulho disso, de ter vindo de uma geração que repudiava gordinhas intacta, sem mágoas, sem dores, sem marcas, porque nunca permiti ser magoada por alguém, aprendi desde cedo que um corpo é só um corpo, e que uma pessoa é muito mais do que isso. Além do mais, as gordinhas são lindas, não só as gordinhas, as magrinhas, as cheinhas, as baixinhas, as ruivinhas, loirinhas, as negras as Índias, as mulheres são maravilhosas, e quando descobrem isso então... o mundo se rende a um sorriso confiante, um olhar determinado.
Deus deu um corpo para cada uma, cabe a nós decidirmos sobre ele, aceitar o que não pode ser mudado, melhorar o que pode ser melhorado, moldar, transformar, enfim, achar um jeito de ser feliz, porque isso é o que importa,

10 Já sofri bullying na escola, já vi uma sala de aula inteira rir de mim incluindo os professores que simplesmente me odiavam pelo simples fato de eu existir e estar ali, servindo de palhaça, atrapalhando a turma, como se ser gorda fosse um pecado mortal, ou pior, ser gorda e inteligente, gorda e atrevida, gorda e incapaz de sentir se uma coitada só por ser gorda, sim, acreditem meninas, as gordinhas nem sempre foram as rainhas como são hoje em dia, se vocês chamam o fato de uma vendedora dizer que não existe o seu tamanho de preconceito, vocês não imaginam o inferno que a alguns anos atras, para uma gordinha viver normalmente a vida, principalmente alguém como eu, que nunca permitiu que alguém ofuscasse meu brilho. O tempo da Escola foi cruel. Fico feliz em fazer parte de um mundo onde duas palavrinhas fazem a diferença; Diversidade e Inclusão.

11 Embora eu seja gordinha, ache muito bom esse empoderamento dos últimos anos, essa inclusão, valorização da mulher gorda, muito bem merecido pelos anos que passamos praticamente excluídas da sociedade, vivendo do jeito que podíamos, em um mundo feito para as magras, eu não levanto nenhuma bandeira em defesa da Obesidade. Obesidade é uma doença, que pode levar a morte, uma coisa, é ser bonita, outra coisa é ser saudável, Se você é uma gorda que se cuida que se ama, fica ligada no peso para não extrapolar, cuida da alimentação, então tudo bem, cabe a você decidir se quer emagrecer ou não, você que sabe se precisa, e se realmente quer perder uns quilinhos, mas no momento que seu corpo começa a sofrer as consequências é algo a se pensar.
No meu caso, eu prefiro dizer que não tenho nenhum compromisso em ser gorda e muito menos um compromisso em ficar magra, Meu comprometimento comigo mesma e com as pessoas que me amam é simplesmente me sentir bem,



Bom gente, me entusiasmei com essa postagem, e acabou ficando enorme, tenho consciência que vocês tem mais o que fazer na vida, portanto vou dividir em  partes, quem gostar pode interagir comigo, perguntar alguma coisa, não quer dizer que vou responder, talvez eu não possa, mas farei o possível.


Beijos      ....................................................                           Helena Leen

Amor indescritível

É você, sempre foi e sempre será, o amor da minha vida, o homem dos meus sonhos, meu mundo, meu presente de Deus.
Este é um pequeno texto que enviei ao meu marido quando estávamos namorando, tem um significado imenso para mim.


Para o amor da minha vida, 

Como posso eu te mostrar o quão amado você é? Como te fazer entender o quão profundo é o meu amor por você, amor puro e eterno.
Como te explicar o que você significa em minha vida?
Eu não posso explicar, simplesmente não posso explicar porque te dei o poder de me fazer feliz ou triste, o porque eu fiz dos teus sonhos os meus, e porque definitivamente não tenho vida alguma a parte de você. 
Como te explicar que a loucura é o sobrenome do amor e sem ela, o amor não passa de uma palavra. Desde o primeiro dia que você chegou em minha vida eu chorei, primeiro porque eu queria você, depois porque eu percebi que não seria tão fácil te conquistar, e nas outras vezes porque porque descobri que sem você minha vida seria somente abrir os olhos todas as manhãs e fecha los a noite.
Meu amor por você vai contra tudo que eu aprendi em toda a minha vida, meu amor por você não é calmo como as chuvas de setembro, meu amor por você é como um vulcão em erupção, uma explosão de sentimentos, ora grandiosos ora sujos, bons e maus sentimentos. Meu amor por você me leva do céu ao inferno  em poucos segundos, me deixa confusa sobre o futuro, porque eu escolhi que meu futuro seja seu, teus desejos, teus sonhos teus objetivos. Eu não sei muito sobre o amor, as vezes eu acho que estou fazendo tudo errado, mas quando eu olho nos teus olhos, eu deixo de me preocupar com o modo que estou levando as coisas, com o que estou fazendo, eu me torno egoísta, eu só quero ter você, não importa o que eu tenha que fazer, se meu amor é bom ou mal, isso vai além da minha razão,  eu só sei amar assim,  isso é o amor para mim, louco, egoísta, um doce pesadelo, eu não sei amar pela metade, dar apenas metade do meu coração, eu não sei selecionar só meus sentimentos bons por você, eu amo você com meus bons e maus sentimentos, com meus maus hábitos, com minha natureza ruim, porque todos os meus defeitos são partes de mim, e tudo o que eu sou pertence a você.