quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Achei esse texto muito fofo, e estou postando, a autora dele atende pelo nome, The girl in the Iron Mask... ela esta excluindo o blog dela e eu vou postar de vez em quando uns textos dela.


Agora é pra Valer:


Eu passei boa parte da minha vida até aqui, brincando de me apaixonar, sempre entreguei meu coração amarrado por uma cordinha, quando eu queria eu puxava de volta , vivi várias emoções, ja chorei por amor e logo em seguida caí no riso por me sentir tão ridicula, afinal eu sempre tive o controle.
mas agora é diferente, como pude soltar a cordinha de tal modo que não posso ter meu coração de volta?
e ele é só um garoto sem graça igual a milhares que eu encontro todos os dias na rua e não me provocam em nada.
Nossa eu tenho um namorado lindo, muitos outros pretendentes interessantes, porque eu escolhi aquele para amar?
o som da voz dele me hipnotisa, me faz esquecer do mundo, eu nunca senti nada igual.
ontem eu fiquei tão triste, porque sei que esse amor é proibido, seremos só amigos para sempre, sei lá não depende de mim, as pessoas tem essa mania de por tudo na frente do amor, talvez por que eles saibam e eu não, que esse tipo de paixão sempre acaba, mas como ja dizia uma propaganda na tv... se o que restar for suficiente....
bom, ontem eu realmente puxei minha orelha, eu não me permito sofrer por amor, não de verdade, uma tristesinha bonitinha, até que pode rolar, mas nada de me deprimir por alguem que não tem capacidade pra lutar pelo que sente.

Nenhum comentário: