sexta-feira, 1 de março de 2013

Coleção de amores


Já dizia aquela frase famosa, não existe nada mais difícil para o cérebro, que esquecer uma imagem que o coração admira, mas cá entre nós...precisamos mesmo esquecer?
As pessoas seriam mais felizes se desencanassem e vivessem seus amores e desamores  de forma mais tranquila, se gosta, se ama, se quer amar? não importa se acabou, não importa se é proibido ou não correspondido, guarde num cantinho do coração, deixe de enfeite na estante, ame alguém por você, pra você, o amor verdadeiro não espera nada em troca, quando mais amor agente nutre, mais coisas boas colhemos, não deixe que um ex amor te traga amarguras, faça desse sentimento uma edição de colecionador, em vez de colecionar  dores de amores mal resolvidos, colecione lindas histórias que se acabaram foi somente pra você ter chance de viver novas, mais intensas e mais incríveis  histórias.  



terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

O Escolhido...


O escolhido:

O que nos faz escolher alguém para amar?  Porque amamos umas pessoas e outras não?
 Isso é muito louco, um dia agente da de cara com alguém que se torna nosso mundo, entendo perfeitamente o que Jacob disse sobre o tal “ Imprinting”
Pensei que já tinha amado tudo do amor, uma escala de 100 /100, mas quando conheci meu senhor K descobri que tudo que eu vivi até ali era só um ensaio , anos atrás escrevi um verso dizendo”:   “ se não foi amor, Deus que me proteja quando eu amar”, parece que eu estava adivinhando, como o amor do Jacob pela Bela... uma ante sala para o seu grande amor por Renesmee, parece loucura mas  a vida é louca assim mesmo,  fantasia e realidade caminham de mãos dadas, só não acredita quem não quer acreditar.
Eu vinha de um relacionamento desgastado, alias de dois, um real e o outro virtual, o real era algo totalmente traumático, conto de fadas que virou pesadelo, tanto que prefiro nem escrever sobre essa parte escura da minha vida, escura, escura não posso dizer, porque de tudo na vida tiramos coisas boas, mas embora as tristezas sejam só 20 % eu prefiro não dividir com vocês se é que me entendem...
Bom meu relacionamento virtual vocês já conheceram na postagem anterior, era algo lindo, mas que o tempo se encarregou de dar um banho de água fria.
Conheci  senhor K em meio a um turbilhão de sentimentos,  me joguei em cima dele como uma tábua de salvação,  pulamos todas as etapas, nosso amor nasceu louco e torto, já comecei nosso relacionamento roubando ele de alguém assim como ele me roubou, na verdade salvamos um ao outro e nos tornamos cúmplices, confidentes, uma relação tão diferente,  ele não me cobrava nada, me aceitava do jeito que eu era, conhecia meus podres e ainda assim me achava a coisa mais perfeita que ele já viu na vida,
Eu não consigo lembrar o exato momento que eu me apaixonei por ele,  só lembro que antes dele meus amores eram todos inocentes, ele foi o primeiro cara que eu desejei, que eu quis pra mim no sentido safado da coisa, eu sempre achei que os homens tinham corpos tão feios, e que sexo era só uma consequência do relacionamento, tipo eu cuido de você, te protejo , te amo , te faço feliz e em troca você transa comigo , nem preciso dizer que meu pensamento mudou ... E muito.
Ele é o cara, sempre foi, desde o começo, com ele  eu larguei mão de ser besta, o que é certo o que é errado, isso pode aquilo não pode, ele mesmo quando estava do outro lado da tela do computador, já me fazia sentir casada, pela primeira vez eu me senti casada com alguém,  era o máximo vê ló trocar de roupas na minha frente, dar o nó na gravata antes de sair... Era melhor ainda dormir juntinho , mesmo que pela web Cam, tudo era muito real, verdadeiro,
Eu tentei  deixa lo muitas vezes, aquilo era loucura demais pra mim, mas não adiantou, era ele, é ele, e sempre vai ser ele,  porque no coração não se manda, é coisa de alma, é coisa de corpo. É fora do controle. Pode ter muitos caras melhores que ele, posso ser tratada como uma deusa por outra pessoa, mas é ele que eu quero, com defeitos, com manias, com lágrimas, com mentiras com trapaças, com todo o desejo da minha alma, eu o quero.
Não me arrependo de nada que eu tenha feito ou que eu venha fazer, all is fair in love and war. 

Será que existe ex amor?


Será que existe ex-amor?
Você conhece alguém, ficam amigos, se apaixonam, sonham juntos, juram amor eterno, escolhem nomes para os filhos que vão ter, e depois de tudo isso, por um motivo qualquer, cada um vai para o seu lado, mas espera aí, não era para sempre? Para onde vão os sonhos sonhados juntos? Será que existe um lugar em um mundo paralelo, aonde todos os sonhos de amores desfeitos vivem?
Conheci o grande ex-amor da minha vida por acaso, navegando nas paginas do “falecido” Orkut, lembro como se fosse hoje, aquela foto linda, um anjo moreno adornado com uma aura de sedução tão pudica, tão inocente... Meu coração foi flechado no mesmo instante, e olha que eu nem sou daquelas que se apaixonam fácil, mas desta vez fugiu do meu controle, em uma fração de segundos, lembranças de algo que eu talvez nunca tenha vivido como um flash back de outras vidas, despertaram em mim um amor tão forte, tão verdadeiro, e quando dei por mim estava adicionando aquele desconhecido como se fosse o homem da minha vida, o meu amor de todas as vidas. Detalhe...ele era indiano, mas pra mim era realmente só um detalhe.Naquela noite eu nem dormi, lá pela madrugada, pra eles manhã, ele aceitou meu convite e começamos a teclar, nossa um inglês tão tosco, conseguia ser pior que o meu, naquela época a Índia ainda era um mistério pra mim, por mais que eu já conhecesse um pouco devido a outros fatos particulares na minha vida, mas ainda assim era algo muito distante, bom...aquele garoto ficou tão meu amigo, nos viciamos um no outro, ele chegava a ter ciúmes dos outros indianos que estavam no meu Orkut, até que o meu melhor amigo indiano também, intermediou nossa história e perguntou se era só amizade, mas ele o cortou como se dizendo que era assunto particular... Demorou mais alguns dias e brigamos, por um motivo besta nem lembro o que foi, mas certamente foi ciúmes, ou meu ou dele, e eu o mandei pro inferno com o bom e velho “GO TO HELL” e ele ficou tão chocado por uma garota ter o desafiado assim.. Que percebeu que gostava de mim... No mesmo dia fizemos as pazes e discretamente falamos de amor, eu disse que o amava e ele perguntou se como amigo... Eu nem respondi só sorri e ele também disse que me amava, também perguntei “as friend”?  Então ele respondeu Friends Forever e esse era nosso lema, AMIGOS PARA SEMPRE.
Nosso amor foi construído dia a dia, mês a mês, ele não foi leviano, não chegou me jurando casamento, nem mesmo desse tipo de amor ele falava, ele queria me conhecer, queria se mostrar para mim, ao contrário de muito indiano moderninho e espertinho, ele não queria amizade com brasileiras, ele nem queria saber do Brasil, ele tinha orgulho de ser indiano, orgulho da casta dele, de viver ainda como os indianos de antigamente, infelizmente cheio de preconceitos, e se achando melhor que os outros para ser exata. Mas o amor dele por mim era tão verdadeiro, que ele mesmo perturbado, mesmo colocando tudo na balança, ele não pode resistir, e acabou me pedindo em namoro, mas depois de um tempo, depois de me explicar tudo sobre a tradição da família dele, ele disse que não poderia casar comigo, que jamais iria contra os pais dele, mas que me amava, e pelo historio desse relacionamento eu acreditei, afinal já éramos tão unidos, coisa de alma, nós não mentíamos um para o outro, nós éramos um do outro, ao final do primeiro ano ele começou a me olhar com outros olhos, disse que havia uma chance dos pais aceitarem nosso casamento, ele disse que teríamos um longo caminho, mas que nunca me deixaria, que ficaríamos juntos.
Não posso contar tudo o que houve entre nós, ainda que eu resumisse nada passaria a ideia exata de quanta intimidade cumplicidade amizade e um amor mágico que existia entre nós, ele estava presente em todos os meus grandes momentos, felizes ou tristes, ele me apoiava, me mimava, me cuidava, ele se tornou minha força, minha alegria, meu motivo pra lutar, ele era como um sonho, acho que a única pessoa que me conhecia verdadeiramente, bastava ouvir o tom da minha voz, o meu olhar na web Cam, ou até o som da minha respiração, ele me conhecia e mais do que isso, ele me amava, eu me sentia realmente amada.
O tempo foi passando, e minha vida enrolada foi acabando as poucos com os sonhos dele, eu iria encontra lo no Diwali, no Natal, No ano Novo, no aniversário, iria mas não fui, nunca podia, sempre algo me separava do sonho da minha vida.  Ele sempre foi paciente dizia que me esperaria, que tínhamos a vida inteira para ficar juntos, e assim passaram se 5 anos, tempo demais pra amar uma tela de computador, quando eu dei por mim, aquele menino já era um homem, já tinha outros compromissos, outros interesses, e eu já não era a coisa mais importante da vida dele, vieram crises, e em uma dessas crises, eu conheci outra pessoa, alguém que tinha tempo pra mim, alguém que fez de mim a vida dele, a razão pela qual acordava de manhã, alguém que não me tinha vergonha de amar uma brasileira, alguém que iria contra tudo e contra todos para ficar comigo, meu coração se dividiu, minha cabeça se confundiu, e eu e “ele” fomos nos distanciando , dia após dia, alias nosso ano número 5, parecíamos dois desconhecidos, ele começou a duvidar que eu me ajustasse a família dele,  eu comecei a achar difícil ter que viver em uma zona rural na índia, achei que era desaforo demais ter que dizer meu peso todos os dias e deixa ló controlar minhas medidas para ver se minha dieta estava fazendo efeito...pra casar com ele eu tinha que ser linda e magra, um dia minha falecida mãe me disse que não   me iludisse, porque para casar com ele eu teria que nascer de novo.
Enfim tudo isso pesou, é incrível como 5 anos fazem uma diferença no nosso modo de pensar, o que houve é que já nem eu nem ele éramos tão jovens como antes, tão imaturos, quando agente tem 19, 20 anos, tudo são flores, somos capazes de aceitar tudo para viver um grande amor, mas quando a maturidade começa a chegar, como começamos a crescer... Vem na cabeça aquela velha sentença... Será que vale a pena se anular tanto só pra viver um amor?
O final do romance não partiu de mim nem dele, na verdade agente nunca terminou, só ontem percebi que eu o tinha esquecido, pelo menos um pouco, era o aniversário dele e eu nem sequer liguei, a vida tão corrida, tão ocupada, quase não tenho tempo para o meu atual, como poderia lembrar do ex, no final da noite ele me mandou uma mensagem, muito magoado, então tentei ligar e ele disse pra nunca mais ligar para ele, pediu que eu o odiasse porque assim seria mais fácil para os dois, mas como eu vou odia ló? Alias como posso não ama ló? Ele fez parte da minha vida por tanto tempo, melhor dizendo, ele foi a minha vida por esses longos anos, e agora eu simplesmente passaria uma borracha em tudo? Como posso esquecer todos os aniversários tanto dele quanto os meus, e todos os diwalis e holis que os amigos dele comemoravam e ele ficava só comigo, e os karwa chauths e as orações, e os propósitos, e os sonhos? E fica Bharath nosso filho que nunca nasceu...
Foram 5 anos sem olhar para outro garoto, beijar na boca eu já tinha até esquecido como era, nós demos 5 dos nossos melhores anos um para o outro e agora esta tudo acabado?
Eu realmente não acredito que os amores acabam, para mim não existe ex amor, pode existir ex namorado, ex marido, mas o amor ele é perfeito, ele é eterno, ele nunca acaba, ele só se modifica e as vezes dá espaço para que outro grande amor escreva sua história  no nosso coração também. Se o novo amor vai ser “o cara” se esse sim vai ser o “seu” depende de vários fatores, de quanto cada um quer arriscar, no meu caso com o senhor “G” ( para preservar o dito cujo) o que perderíamos era maior do que ganharíamos juntos,  muitos amores impossíveis se tornam possíveis, mas para isso os dois tem que ceder, os dois tem que querem, e no nosso caso não aconteceu.....
Sei que essa é uma história um pouco triste, me doeu escrever, mas ela merecia ser escrita, porque foi uma história linda, alias ainda é uma história linda porque eu ainda o amo muito e ele também me ama, mas esse amor se transformou, e hoje é uma bela amizade, podem acreditar, eu conheci alguém que me despertou um sentimento ainda maior, diferente sim claro,  não foi uma história Bollywoodiana  como está, algo bem mais normal, bem mais real,
Mas isso é outra história, dia desses eu conto. 

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Só você.....

Hoje na novela das seis o personagem da Marjorie Estiano descobriu que o jornalista que ela tanto admirava era o próprio marido usando um pseudônimo.
Ela disse a seguinte frase....até quando era outro homem.....era você.....
Eu entendo perfeitamente o que ela sentiu....já vivi algo parecido, sou muito ciumenta, e um dia criei um fake para testar o meu "gato" como uma boa escritora, modéstia a parte, dei vida a uma personagem, ainda que ela fosse tão diferente de mim.. ela ainda era eu, eu me via nela...coloquei tanto de mim, que deixei o moço confuso, ele é um cara correto, fiel, sincero, e mesmo naquela época, sempre jogou muito limpo comigo, ele me dizia que estava balançado, que nunca olhou para outra garota que era a primeira vez que outra o deixava perturbado, e ele não queria me perder, fazia uma força danada pra se desligar da bisca, mas ela era abusada, não dava folga, quase o enlouqueci, foram meses, quase um ano, mas consegui faze lo dar um pé na bunda da descarada, que a essas alturas eu já via como rival, na verdade até esqueci que era eu mesma.
um dia ele chegou pra mim e prometeu nunca mais falar com ela, deletou da lista de amigos e disse que apesar de sentir algo muito forte por ela, algo que ele só sentiu por mim, mesmo estando dividido e querendo ficar com as duas, ele escolheu a mim. Assistam Rab ne bana di jodi, um filme incrivel que conta uma história parecida.

Bom...sei que fiz errado, hoje em dia com a relação mais madura, eu jamais faria isso, já confessei a ele o emu erro, alias eu fiz isso quando ele me pediu em casamento, eu disse que não poderia aceitar antes de contar algo muito feio que eu tinha feito, e contei, ele ficou chateado porque na real foi uma mal caretice danada, e tudo que envolveu o meu teatro.. ele descobriu que a noivinha querida não era tão santa quanto parecia, mas entendeu muita coisa , entendeu porque só sentiu tudo aquilo por ela porque era eu, e eu sei que sou o amor da vida dele, a mulher que ele escolheu pra viver pra sempre, mesmo não sendo uma garota  tão boazinha, tão certinha, é a  garota dele... e isso é o que conta....

Só mãe entende....

Meu bebê vai fazer 6 aninhos no próximo mês, parece que foi ontem que nasceu aquela coisinha amarela, antes do tempo, parecendo um pintinho, uma pequena Heleninha, um pedaço de mim, minha chance de fazer tudo de novo, de brincar de boneca de novo, de fazer roupinhas de Barbie, de ir pra escola....a escola pra mim sempre foi algo delicado, quem não assistiu o filme nunca fui beijada com Drew Barrymore assista e vai entender o que eu passei na escola.
sempre fiz de tudo para que ela não passasse pelas mesmas coisas que eu passei, sempre tratei como uma princesinha, não garota excessivamente mimada, isso não, eu sempre a ensinei a não depender dos outros, a ser forte, e o resultado foi muito legal, gosto do jeito dela, ao mesmo tempo tão parecida comigo e tão diferente, uma versão revista e atualizada, ela é melhor do que eu, mais inteligente, mais malandra, alias todas as crianças já nascem hoje em dia como dizia minha mãe , com a graxa escondida debaixo do casco, eles dão um baile na gente. Bom... minha princesinha, minha Barbie Sereia vai pra escola...fiz questão que seja a mesma que eu fui, o mesmo patio....as mesmas árvores, alguns dos professores ainda são os mesmos, quando eu fui lá no dia da entrevista, meu coração batia tão forte e descompassado, se eu fechasse meus olhos poderia sentir o cheiro de material de escola novinho, da minha mochila cor de rosa, dos meus cadernos encapadinhos, dos lápis de cor com minhas iniciais gravadas de gillete, e dela....da minha mãe, tão linda, tão perfeita como as mães são, esperando na fila comigo , ouvindo chamar meu nome, me levando pra sala de aula....esperando do lado de fora para o caso de eu chorar....mas eu não chorei não, nem naquele dia e nem nos outros, e nem nas vezes que puxavam meu cabelo ou me chamavam de gorda, nem quando escondiam meu material, eu nunca chorei, eu nunca contei pra minha mãe o que eu sentia, porque o que ela poderia fazer? naquela época ninguém sabia o que era bullying, eram só coisas de escola, mas coisas que eu não quero que a minha filha passe, eu já a orientei muito sobre isso, agente conversa muito, ela é muito franca, temos uma relação muito aberta,  coisa de século 21 mesmo, mas ainda assim eu vou ficar com os olhos bem abertos, é mais ou menos o medo que o Forest Gump tinha do filho dele ser bobo como ele, e ele ficou tão feliz quando no primeiro dia de aula tudo aconteceu tão diferente para o filho dele, sinceramente peço a Deus que com minha princesa as coisas sejam sempre mais fáceis, fiz de tudo para que ela fosse diferente de mim, mais esperta, mais bonita, e ela é,tão linda, parece uma modelo, uma mocinha, magra, sabe se impor...diferente da gordinha boba que conversava com passarinhos e se escondia atrás da professora. Mas independente de tudo isso, a escola é um lugar maravilhoso, e eu estou super ansiosa esperando o primeiro dia de aula chegar, material escolar preparado...mochila comprada, uniforme ok, cabelos extremamente bem cuidados....nova etapa de vida para ela, e para mim também....um novo recomeço, agora olhando as coisas de um outro angulo.


terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Um pouco de mim


Eu sempre sonhei com um amor de outro mundo, algo sobre natural fora do normal, já amei seres imaginários quando criança, já fui uma adolescente problema  daquelas que se apaixonam pelo professor, padre ou pastor, já amei atores da tevê e do cinema, já amei o Christopher Reeve.
Nunca olhei para um garoto normal , desses que toda menina se apaixona, pra mim tinha que ser o estranho da turma, o problemático, o depressivo, o que precisaria de mim de algum modo, nunca escolhi as coisas certas, preferia torna lãs certas com meu toque.  Sempre me entreguei as amizades sempre fui leal aos amigos verdadeiros, sou do tipo que diz  Eu te amo, que chama amiga de gostosa , que termina com o namorado se ele mandar escolher , não deixo ninguém decidir por mim, só faço o que eu acho certo, não defendo bandeira que não represente o que acredito. Nunca fui falsa , odeio falsidade, não  tenho pretensões  de perfeição, odeio gente certinha de mais,  perfeito e só Jesus,  gente que parece muito perfeitinha, me cheira a hipocrisia.
Não tenho vergonha de mostrar meus sentimentos, não guardo amor em segredo, quem eu amo eu bajulo, eu mimo, eu não tenho medo de ser ridícula.
Eu amo bicho, gente, personagem fictício, e  ser imaginário na mesma proporção,  amo meu urso de pelúcia mais do que um ser humano, a diferença entre ele e outro alguém, não esta em ele ser de pano e o outro ser de carne e osso, a diferença esta em ele ser meu e o outro não.
Já chorei assistindo os cavaleiros do zodíaco , eles me educaram  muito mais do que alguns dos meus professores, que profanaram o dom divino de ensinar , ser professor não é para qualquer um,  pra ensinar tem que ter mais que um dom, tem que ter amor , paixão, não é qualquer filho da mãe que merece ser chamado de professor, tive ótimos professores, mas também já passei na mão de muito idiota que não merecia  o lugar que ocupava.
Tive o prazer e a felicidade de encontrar minha alma gêmea, mas além disso tive a sorte de conhecer muitas almas companheiras que completam minha vida e sem as quais eu não seria quem eu sou.
Acredito que família é muito mais do que sangue, muito mais que ter alguém com o nariz parecido com o meu, a boca parecida com a minha, família e ter alguém com a alma parecida com a nossa, e posso dizer que tive e tenho a melhor família do mundo,  meus pais me escolheram, me quiseram, me amaram e viveram por mim, fiquei com eles até o fim, tive um relacionamento com eles tão profundo que mesmo hoje vivendo em planos diferentes eles  são presentes na minha vida, eles vivem em cada atitude minha, em cada vitória tem a marca deles, de tudo que me ensinaram, de tudo que me passaram, de tudo que vivemos juntos e ainda vamos viver , porque eu creio em laços eternos.
Sei que nada na vida é por acaso, o que não é razão é consequência,  o importante é dar o nosso melhor para que as consequências dos nossos atos impensados não nos impeça de alcançar as coisas boas que temos para receber.

Essa sou eu, isso é um pouco de mim, não sei porque escrevi, mas  se tudo tem uma razão... então vamos deixar acontecer!

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Respostas....

Agente pensa que cresce e o medo de errar desaparece, mas que nada, pelo menos nesse quesito tudo continua igual, não importa se você tem 15 anos, 25 ou 50, agente nunca é tão adulta assim no que se trata de amor, nunca tão segura, tão pronta para as situações mais inusitadas que a vida nos impõe, paixões fora de hora, duas paixões ao mesmo tempo, não ter certeza sobre o que sera a melhor decisão. Infelizmente não nascemos  com um manual de instruções, que nos explica como agir nos momentos que só desejamos sentar e chorar, não chorar de tristeza, mas chorar por saber que o único sentimento claro daquele momento é esse  vazio de respostas
seria muito bonito eu postar aqui que todas as respostas estão no fundo do nosso coração, mas na prática as coisas não são assim, as vezes a vida nos dá perguntas e temos que inventar nossas próprias respostas.

Idas e Vindas

Minha relação com o blog está feito um namoro problema daqueles cheios de idas e vindas, mas espero que vocês entendam, é difícil chegar aqui e desfiar o rosário, falar coisas intimas que ao mesmo tempo sirvam para um desabafo e para utilidade pública, não é sempre que nos sentimos a vontade para falar dos nossos sonhos das nossas vitórias e fracassos. Mas enfim, aqui estou eu novamente tentando manter contato com vocês, espero que não tenham me esquecido.
minhas novidades.....bom em breve terei muitas pra vocês... me aguardem.
ainda no campo de novidades, tenho dado uma boa atenção para meus grupos no facebook, estão todos convidados, em breve posto os links aqui.