terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

O Escolhido...


O escolhido:

O que nos faz escolher alguém para amar?  Porque amamos umas pessoas e outras não?
 Isso é muito louco, um dia agente da de cara com alguém que se torna nosso mundo, entendo perfeitamente o que Jacob disse sobre o tal “ Imprinting”
Pensei que já tinha amado tudo do amor, uma escala de 100 /100, mas quando conheci meu senhor K descobri que tudo que eu vivi até ali era só um ensaio , anos atrás escrevi um verso dizendo”:   “ se não foi amor, Deus que me proteja quando eu amar”, parece que eu estava adivinhando, como o amor do Jacob pela Bela... uma ante sala para o seu grande amor por Renesmee, parece loucura mas  a vida é louca assim mesmo,  fantasia e realidade caminham de mãos dadas, só não acredita quem não quer acreditar.
Eu vinha de um relacionamento desgastado, alias de dois, um real e o outro virtual, o real era algo totalmente traumático, conto de fadas que virou pesadelo, tanto que prefiro nem escrever sobre essa parte escura da minha vida, escura, escura não posso dizer, porque de tudo na vida tiramos coisas boas, mas embora as tristezas sejam só 20 % eu prefiro não dividir com vocês se é que me entendem...
Bom meu relacionamento virtual vocês já conheceram na postagem anterior, era algo lindo, mas que o tempo se encarregou de dar um banho de água fria.
Conheci  senhor K em meio a um turbilhão de sentimentos,  me joguei em cima dele como uma tábua de salvação,  pulamos todas as etapas, nosso amor nasceu louco e torto, já comecei nosso relacionamento roubando ele de alguém assim como ele me roubou, na verdade salvamos um ao outro e nos tornamos cúmplices, confidentes, uma relação tão diferente,  ele não me cobrava nada, me aceitava do jeito que eu era, conhecia meus podres e ainda assim me achava a coisa mais perfeita que ele já viu na vida,
Eu não consigo lembrar o exato momento que eu me apaixonei por ele,  só lembro que antes dele meus amores eram todos inocentes, ele foi o primeiro cara que eu desejei, que eu quis pra mim no sentido safado da coisa, eu sempre achei que os homens tinham corpos tão feios, e que sexo era só uma consequência do relacionamento, tipo eu cuido de você, te protejo , te amo , te faço feliz e em troca você transa comigo , nem preciso dizer que meu pensamento mudou ... E muito.
Ele é o cara, sempre foi, desde o começo, com ele  eu larguei mão de ser besta, o que é certo o que é errado, isso pode aquilo não pode, ele mesmo quando estava do outro lado da tela do computador, já me fazia sentir casada, pela primeira vez eu me senti casada com alguém,  era o máximo vê ló trocar de roupas na minha frente, dar o nó na gravata antes de sair... Era melhor ainda dormir juntinho , mesmo que pela web Cam, tudo era muito real, verdadeiro,
Eu tentei  deixa lo muitas vezes, aquilo era loucura demais pra mim, mas não adiantou, era ele, é ele, e sempre vai ser ele,  porque no coração não se manda, é coisa de alma, é coisa de corpo. É fora do controle. Pode ter muitos caras melhores que ele, posso ser tratada como uma deusa por outra pessoa, mas é ele que eu quero, com defeitos, com manias, com lágrimas, com mentiras com trapaças, com todo o desejo da minha alma, eu o quero.
Não me arrependo de nada que eu tenha feito ou que eu venha fazer, all is fair in love and war. 

Nenhum comentário: