sábado, 20 de agosto de 2016

Coisas do amor...

Te amo, mesmo sabendo que não deveria amar, te quero, mesmo que por boa parte dos minutos do meu dia eu tente não te querer, não pensar na tua boca perfeita e no teu corpo esculpido a mão.
Como pode ser tão fácil e ao mesmo tempo tão difícil esquecer o contorno do rosto mais lindo que já vi? Isso sem contar com o cheiro que você tem, tudo em você é tão perfeito tão atraente pra mim, como se houvesse um imã invisível nos ligando. Nada me acende tanto, nada mexe tanto comigo, parece um tipo de magia, uma confusão que sacode meus pensamentos e me faz assim, tão louca tão dependente desse amor imperfeito, descompassado, desavergonhado, desmedido, deslumbrado... perpétuo....

Helena Leen


Nenhum comentário: